Qual o poder da gestão na sua oficina?

O que é gestão?

Gestão é administrar. Gestão é gerenciar. Gestão é cuidar. Gestão é fazer com que tudo dentro de sua oficina seja monitorado e acompanhado de perto, sem muito esforço. Gestão é quando o proprietário da oficina recebe informações confiáveis de tudo o que acontece no financeiro, no pátio e no administrativo. Gestão é o proprietário envolver-se com o pátio da oficina, mas também analisar os indicadores, ou seja, os números da oficina. Gestão é o proprietário da oficina entender que a empresa não tem coração e por isso deve fazer as coisas sempre usando a razão. Gestão é todos da oficina, proprietário e funcionários, colocarem a empresa antes de qualquer coisa.

Mas e o poder?

Poder é a medida do grau de controle que você tem sobre as circunstâncias em sua vida e sobre as ações das pessoas ao seu redor. É uma habilidade desenvolvida por uma profunda compreensão da natureza humana, do que realmente motiva as pessoas, e das manipulações necessárias para o avanço e proteção. O poder (link) funciona melhor quando é indireto (nunca coagir as pessoas), ao invés disso, levá-los a alinhar voluntariamente com seus interesses

As oficinas

As oficinas sempre se preocuparam muito com a parte técnica. Sempre buscaram cursos, palestras e seminários que fossem voltados para a parte técnica. Isso sempre foi muito bom e, de uma forma direta, ajudou muito as oficinas a crescerem e a se fortalecerem. O grande problema é que a maioria das oficinas dedicou, na linha histórica dos anos passados, muito tempo para a parte técnica e nos últimos cinco anos muita coisa tem mudado no perfil da sociedade. A crise política e econômica fez, nos últimos anos, uma revolução na forma de pensamento dos funcionários, clientes e até do proprietário. Esta mudança, tão forte, de perfil fez com que os clientes se tornassem extremamente mais exigentes e com um “poder” aquisitivo menor. Fez também com que os funcionários ficassem mais “exigentes” no cumprimento daquilo que a legislação trabalhista atual propõe e, por tabela, fez o empresário pensar se o caminho que a oficina está seguindo é o melhor, já que o dinheiro sumiu e existe mais dificuldade para pagar as contas hoje, do que existia no passado.

O Poder da Gestão nas oficinas

Uma boa gestão (link) exerce um “poder” muito forte em uma oficina, porque é a gestão que vai ajudar o dono da oficina a ajustar o caminho que ela está seguindo. Sempre que juntamos a palavra “gestão” e “poder”, e conseguimos fazer elas trabalharem juntas, fica simples transformar funcionários em equipe, ou seja, melhoramos a gestão do tempo para aumentar a produtividade da oficina. Tudo isso acontece porque, com uma boa gestão, os funcionários entendem o que é “colocar a empresa em primeiro lugar – antes deles mesmos”. Eles entendem, não por coação, e sim de forma indireta, através das atitudes do proprietário, que “vale a pena” trabalhar na direção apontada. A gestão exerce um poder muito forte na oficina, porque ela força o proprietário a criar procedimentos que devem ser seguidos por todos, inclusive pelo dono. A gestão também exerce o poder de fazer o dono da oficina “arrumar” tempo, que antes ele não encontrava, para estudar os números da oficina e, através deste estudo, mudar o caminho diário que a oficina segue. A gestão faz com que o proprietário conheça todos os números (indicadores) na “ponta da língua” e quando ele precisa conversar com os funcionários sobre como fazer ou como não fazer alguma coisa na oficina, fica fácil deles entenderem, principalmente porque sentem confiança naquilo que estão escutando do proprietário. O Poder da Gestão nas oficinas está diretamente ligado à necessidade do proprietário de buscar palestras, cursos e treinamento focados em gestão e principalmente a dedicar mais tempo de seu dia no estudo dos números (indicadores) da oficina. O Poder que uma boa Gestão exerce na oficina é dar mais equilíbrio financeiro, aumentar o número de passagens de carros no mês, diminuir a inadimplência, diminuir a rotatividade dos funcionários, aumentar a lucratividade e a rentabilidade, reduzir as “intrigas” e conversas “fiadas”, aumentar os controles gerenciais e “colocar mais dinheiro no bolso do proprietário”.

 

Fonte: IAA

Voltar

Rod. BR 369 - KM 58 número 100 - A
Bandeirantes / paraná
+55 43 99600-1126
sindirepabandeirantes@fiepr.org.br

Desenvolvido por Ultracar